home Saúde HIPOTIREOIDISMO – CAUSAS, SINTOMAS E TRATAMENTO

HIPOTIREOIDISMO – CAUSAS, SINTOMAS E TRATAMENTO

Resultado de imagem para Hipotireoidismo – Sintomas e tratamentoHIPOTIREOIDISMO – CAUSAS, SINTOMAS E TRATAMENTO – Cientificamente, explicado, trata-se de  uma glândula endócrina muito importante no funcionamento harmônico do organismo, onde os hormônios vindo a ser liberados, conhecidos como T4 e T3.

INICIARMOS OS TRATAMENTO, SE FAZ IMPORTANTE

Sendo os mesmos estimulante do nosso metabolismo, configurando desta forma um conjunto de reações, necessárias para garantir todos os processos bioquímicos do organismo, nos trazendo o bem estar, desde que esteja tudo dentro da normalidade.

publicidade

Atualmente, com os avanço da medicina, nos dois casos, deve ser iniciado o tratamento, assim que o problema for constatado e dependendo da avaliação médica, das causas da doença, em cada paciente. No caso do hipotireoidismo, sendo preciso iniciar, de preferência na fase sub clínica, com a reposição do hormônio tireoxina, que a tireoide deixou de produzir. Na maioria dos casos, a doença não regride, e os medicamentos, devem ser tomados por toda a vida. Porém os resultados sendo muito satisfatório, e sempre requerendo um acompanhamento.

O que é Hipotireoidismo

O hipotireoidismo é um problema no qual a glândula da tireoide não produz hormônios suficientes para a necessidade do organismo.

Causas da Hipotireoidismo

A glândula da tireoide é um órgão do sistema endócrino. Ela está localizada na região anterior do pescoço, ao redor da traqueia. Apesar de seu tamanho médio ser de 15 ml (o que dá menos da metade de um copinho de café descartável) ela é responsável pela produção de 2 hormônios: a triiodotironina (T3) e a tetraiodotironina (T4). Estes hormônios controlam como cada célula do corpo gasta energia – o chamado metabolismo.

Sintomas do Hipotireoidismo

Veja o artigo sintomas do hipotireoidismo para uma listagem de todos os sintomas da doença: desde os sintomas mentais, emocionais, sensoriais; passando pelos sintomas ligados à pele, cabelo e unhas; sistema digestivo, cardiovascular, imunológico e também sintomas ligados ao sono e à dor.

publicidade

Tratamento de hipertireoidismo

O hipertireoidismo é justamente o oposto do hipotireoidismo. As pessoas afetadas por ele produzem quantidades acima do normal de hormônios e precisam ser tratadas com medicamentos que estabilizem a produção na tireoide. Pode acontecer, no entanto, de a situação se inverter e o paciente passar a apresentar um quadro de hipotireoidismo após passar pelo tratamento.

Cirurgia de tireoide

Remover uma parte da tireoide durante procedimento cirúrgico pode prejudicar a produção de hormônios pela glândula. A alternativa para esses casos é a reposição hormonal durante todo o restante da vida.

Radioterapia

Muitos cânceres são tratados com radioterapia. O procedimento costuma causar muitos efeitos colaterais nos pacientes, e um deles pode ser o hipotireoidismo.

Medicamentos

Uma série de medicações pode contribuir para o quadro. Um deles, por exemplo, é o lítio, usado no tratamento de certos problemas psiquiátricos.

Fatores de risco

Embora qualquer um possa desenvolver hipotireoidismo, alguns fatores são considerados de risco para contrair a doença. Eles são:

Ser mulher

Ter 60 anos ou mais

Ser portador de uma doença autoimune

Ter histórico familiar de doença autoimune

Fazer uso de medicamentos que possam afetar a produção dos hormônios da tireoide

Passar por sessões de radioterapia

Já ter feito uma cirurgia de tireoide

Estar grávida ou ter dado à luz nos últimos seis meses.

Vídeo sobre Hipotireoidismo 

publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *